Já se passava da hora de iniciar um “novo blog”. Fiz questão em manter o endereço, resolvi, no entanto, mudar o título,  a cara e claro os assuntos a serem tratados aqui.

Minha curta estadia na Rússia, em 10 meses não rendeu muitos frutos ao blog, como fora antes previsto! Vida de intercambista é assim, sempre se esquecer algo.

Resolvi, porém, mais tarde, fazer uma certa inovação. Decidi-me que é melhor falar de coisas que afetam a vida de todos nós diariamente direta e/ou indiretamente. Muito melhor falar de coisas do tipo a publicar sobre minha vida – o que é para muitos algo pouco interessante.

É muito interessante expor idéias, encontra-se pessoas que compartilham a mesma coisa que você, assim esse intercâmbio só tende a criar um enriquecimento e fortalecimento ideológico. Sei que encontrarei muitas e muitas pessoas que pensam como eu, assim como outras que discordam. Mas essa é a vida…

O porquê da imagem no cabeçalho do blog. Bem, este é um fragmento do quadro “Jardim das Delícias Terrenas”, do holandês Jeronimus Bosch. Nele é claro a vida como ela é, o cotidiano que vivemos. Ao centro um mundo corrompido, de um lado claro o Paraíso, no outro escuro o Inferno.  Para mim este é o quadro que mais se aproxima da realidade humana, portanto o meu preferido, devido a sua verossimilhança, seu realismo.

Como foi dito pelo filósofo iluminista John Locke : “A mente humana é uma tábula rasa.”  Concordo. Nossa vida se inicia totalmente “limpa”, somos nós os responsáveis pelos preenchimentos dessas várias lacunas com nossos conhecimentos e escolhas. O pensamento, antes de mais nada, engrandece e substantiva o homem.

Anúncios